Jérôme Boateng condenado a pagar 1,8 milihões de euros por violência doméstica

Atleta incorria numa pena máxima de cinco anos pelo episódio ocorrido no Caribe em julho de 2018.

Jérôme Boateng, estrela do futebol alemão, foi esta quinta-feira condenado por violência doméstica, tendo de pagar 1,8 milhões de euros à mãe das suas duas filhas.

Depois de uma longa maratona de audiências, os magistrados de um tribunal de Munique condenaram o agora defesa do Lyon, depois de dez anos no Bayern Munique, culpando-o de agressão e ferimentos à sua antiga companheira.

Aos relatos das várias agressões, Boateng reagiu com um "não fui violento [...], não a ataquei".

O motivo da discussão terá sido o conjunto de exigências que a companheira lhe teria feito para o acompanhar para Paris, uma vez que o atleta estaria em negociações para ingressar no Paris Saint-Germain.

O internacional alemão incorria numa pena máxima de cinco anos de prisão pelos incidentes ocorridos no Caribe em julho de 2018.

Boateng, de 33 anos, e que sempre negou as agressões, verá resolvida em breve a questão da custódia das suas filhas gémeas, atualmente com 10 anos, e que vivem consigo.

O jogador foi campeão do Mundo pela Alemanha em 2014 e, pelo Bayern Munique, foi campeão da Europa por duas vezes e ganhou o título germânico em nove ocasiões.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de