Governo italiano vai propor reabertura "progressiva e segura" dos estádios

A Itália já autorizou a abertura dos estádios a mil espectadores.

O governo italiano vai apresentar sexta-feira ao Comité Científico e Técnico uma proposta de reabertura "progressiva e segura" dos estádios de futebol e outras instalações desportivas à presença de público em tempos de Covid-19.

"Amanhã [quinta-feira] será apresentado à Conferência das Regiões um novo protocolo que será depois entregue sexta-feira ao Comité Científico Técnico tendo em vista a reabertura progressiva e segura de todas as competições desportivas, não só no futebol", disse o ministro de Políticas Jovens e Desporto, no Parlamento.

Vincenzo Spadafora sublinhou o facto do seu ministério e de todo o governo estarem empenhados na reabertura de todas as instalações desportivas, "mas com segurança e cumprindo as normas" sanitárias.

Para já, foram autorizados mil espetadores em várias competições desportivas: entre outros, aconteceu este fim de semana em alguns estádios de futebol e no torneio internacional de ténis de Roma.

O vice-ministro da saúde, Pierpaolo Sileri, relembrou que em maio se manifestou contra essa reabertura, porque achava que era "demasiado cedo".

"Assim, dada a tendência de contágio, com os números controlados, era só esperar. Agora, a decisão de reabrir os estádios é acertada, obviamente não em plena capacidade. Mas acho que mil lugares são poucos", acrescentou.

A lotação total não está a ser equacionada, nem manter a cifra de mil espetadores, manifestamente insuficiente para a sobrevivência financeira dos clubes.

Itália registou 1.640 novos casos de Covid-19, mais do que os 1.392 registados no dia anterior, e mais 20 mortes associadas à doença, indicou hoje o Ministério da Saúde italiano.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 971.677 mortos e mais de 31,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de