Lage coloca lugar à disposição. Vieira assume responsabilidade e diz ser o "único culpado"

Presidente encarnado revelou que Lage está disposto a deixar de ser treinador do Benfica.

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, garantiu esta segunda-feira que é o culpado pelos recentes maus resultados do clube. Na sala de imprensa do estádio dos Barreiros, o líder encarnado revelou que, no final do jogo com o Marítimo, Bruno Lage colocou o seu lugar à disposição.

"Tudo fizemos e tudo demos para sermos felizes este ano. Não fomos e tem de ser dito: o único culpado sou eu, que sou presidente do Benfica", disse Vieira na sala de imprensa do estádio do Marítimo.

"Só chegamos aqui porque tivemos estabilidade. Para conquistarmos um bi(campeonato) estivemos 31 anos, para conquistarmos um tri estivemos 39 anos e para conquistarmos um tetra, que nunca tínhamos conquistado, foi agora que o fizemos."

Lembrando o percurso que fez desde que assumiu a presidência do Benfica, Vieira quis lembrar que "quem acabou na altura, em 2000, com o Benfica, não foi uma pandemia, foram os benfiquistas".

Dirigindo-se aos que "estão a festejar a derrota do Benfica e que pensam que as pessoas se vergam após uma derrota", o presidente encarnado quis garantir que "nunca vergou a nada" e deixou no ar uma frase que promete desenvolvimentos: "Espero, quando chegar a Lisboa, tomar uma decisão que será, penso eu, não vergar. Tenho de falar com a minha família."

"Acreditem que é com profundo sentimento benfiquista que digo: não deixem voltar um pouco do passado. Fomos nós todos que demos cabo do Benfica e fazer o que fizemos ao longo destes 20 anos é muito difícil", pediu o dirigente encarnado antes de repetir que é "o único culpado".

Lage pôs lugar à disposição

"O nosso treinador Bruno Lage, quando acabou o jogo, dirigiu-se a mim com grande elevação, e disse: presidente, tem o meu lugar à sua disposição porque entendo que neste momento as coisas não estão boas para o Benfica (...) A partir de amanhã (terça-feira) não serei treinador do Benfica", disse Luís Filipe Vieira, na sala de imprensa dos insulares.

Lage, de 44 anos, levou os 'encarnados' à conquista do título nacional em 2018/19 e esta época arrebatou a Supertaça, mas, nos últimos 13 jogos, apenas venceu dois, sendo eliminado da Liga Europa e comprometendo a revalidação do cetro.

O treinador natural de Setúbal, com contrato até 30 de junho de 2023, assumiu o cargo, "provisoriamente", em 03 de janeiro de 2019, substituindo Rui Vitória, numa altura em que o Benfica era quarto na I Liga, a sete pontos da liderança.

No total, Bruno Lage somou 51 vitórias, 12 empates e 13 derrotas (181-76 em golos), em 76 jogos.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de