Morreu 'Nicha' Cabral, o primeiro português na Fórmula 1

Mário de Araújo 'Nicha' Cabral tinha 86 anos.

O antigo piloto de Fórmula 1 Mário de Araújo 'Nicha' Cabral morreu na madrugada desta segunda-feira, aos 86 anos, confirmou fonte próxima da família à agência Lusa.

O antigo piloto de automóveis e empresário têxtil faleceu esta madrugada no Hospital de São José, em Lisboa, onde estava internado, vítima de doença prolongada.

As cerimónias fúnebres serão restritas devido à pandemia de Covid-19.

Mário 'Nicha' Cabral nasceu no Porto a 15 de janeiro de 1934 e foi o primeiro piloto português na Fórmula 1, entre 1959 e 1964.

Artur Lemos, amigo e companheiro do automobilismo, recorda que Nicha Cabral chegou a ser um dos grandes do desporto automóvel.

"Foi reconhecido internacionalmente como um dos melhor pilotos do mundo. Marcou o automobilismo em Portugal com vitórias em vários campeonatos. Foi um marco no automobilismo nacional. Foi o primeiro a chegar à Formula 1, e para lá chegar há que ter aptidões para lá chegar", explica o amigo Artur Lemos.

Já o biografo do piloto, Adelino Dinis, fala de uma pessoa afável, para além de um piloto de referência. "Uma pessoa encantadora, muito conversador", lembra. Nessas conversas, "Nicha" Cabral contou-lhe as aventuras de uma carreira que, desde cedo, quis internacional.

"Quanto estava na fase de ascensão, nos anos 50 e 60, estava apostado em viver fora de Portugal e criou um nome. Mário Cabral passou a ser uma referência", afirma.

"Foi um pioneiro ao ser o primeiro piloto português a tentar fazer uma carreira internacional. Dizia-me muitas vezes que preferia ficar em último numa corrida onde estivessem os melhores do mundo do que vencer no seu bairro, ou seja, em Portugal", diz o biógrafo do piloto.

Marcelo Rebelo de Sousa lembra o primeiro português na Fórmula 1

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a morte, aos 86 anos, do antigo piloto de Fórmula 1 Mário de Araújo "Nicha" Cabral, lembrando-o como um "português com talentos e um percurso singulares".

Numa nota publicada na página da internet da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa "lamenta a morte do pioneiro no automobilismo internacional Mário de Araújo Cabral que ficará para sempre conhecido como "Nicha" Cabral".

O chefe de Estado recorda que "foi o primeiro português a participar num Grande Prémio de Fórmula 1, no Circuito de Monsanto, em Lisboa, em 1959" e destaca que "teve uma longa carreira ligada desporto automóvel em diversas categorias, como piloto, como instrutor e como inspirador".

A federação recorda o piloto

Também a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) apresentou as condolências à família e amigos de "Nicha" Cabral, primeiro piloto português na Fórmula 1, que morreu hoje, aos 86 anos.

"Foi com profundo pesar que tomámos conhecimento do falecimento de Nicha Cabral, o primeiro piloto português na Fórmula 1 e uma figura incontornável do automobilismo português. À família e amigos endereçamos as nossas sentidas condolências", lê-se no comunicado da FPAK.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de