Portugal garante presença em três finais na natação dos Paralímpicos

Diogo Cancela retirou mais de dois segundos ao recorde nacional, que já lhe pertencia, e garantiu um lugar na final. Marco Meneses e Ivo Rocha também garantem presença em finais dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020.

Os nadadores portugueses Marco Meneses, Ivo Rocha e Diogo Cancela, com recorde nacional, garantiram este sábado presença em três finais dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020.

Na eliminatória dos 200 metros estilos SM8 (deficiência motora), Diogo Cancela retirou mais de dois segundos ao recorde nacional, que já lhe pertencia, e garantiu um lugar na final, agendada para as 18h40 (10h40 de Lisboa).

No Centro Aquático de Tóquio, Cancela nadou a eliminatória em 2.30,08 minutos, fazendo cair o recorde nacional de 2.32,26, que tinha conseguido em maio, nos Europeus disputados no Funchal, e parte para final com o oitavo melhor tempo.

Marco Meneses garantiu presença na final dos 100 metros costas S11 (deficiência visual), depois de ter conseguido o quinto melhor tempo do conjunto das duas eliminatórias.

Meneses, que na sexta-feira foi oitavo na final dos 50 metros livres, com recorde nacional, nadou este sábado os 100 metros costas em 1.11,65 minutos.

O chinês Bozun Yang parte para a final, agendada para as 18h10 (10h10 de Lisboa), com a melhor marca, depois de ter cronometrado 1.10,14 minutos.

Nos 100 metros bruços S5, Ivo Rocha cronometrou 1.43,06 minutos, marca que fica abaixo do seu recorde nacional (1.41,35) e assegurou a passagem à final, agendada para as 19h10 (11h10 de Lisboa).

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de