Rumo à final do Europeu: Espanha no caminho de Portugal e um Rússia-Ucrânia na quadra

Russos superaram a Geórgia para chegar à semifinal, quanto a Espanha bateu a Eslováquia.

A Espanha derrotou esta terça-feira em Amesterdão a Eslováquia nos quartos de final do Europeu de futsal, por 5-1, e vai agora jogar contra o campeão em título, Portugal, em mais uma reedição do clássico ibérico da modalidade.

No outro jogo de dos quartos, confirmou-se o choque esperado entre Rússia e Ucrânia - os ucranianos já estavam apurados, os russos superaram a Geórgia, por 3-1, e marcam encontro para uma partida especialmente mediática pelo clima de alta tensão internacional, com contingentes militares próximos da fronteira entre os dois países.

A vitória de Espanha foi incontestável, perante um estreante que acabou por ser adversário macio, e a Roja já antevê o momento de vingança sobre Portugal, que lhe roubou o título, na edição anterior.

Os espanhóis dominaram do princípio ao fim, demonstrando vontade de resolver depressa e ao intervalo já ganhavam por 3-0, com golos de Mellado (2'), Sergio Lozano (10') e Raúl Campos (16').

Com uma variedade de recursos ofensivos e impecável solidez na defesa, a Espanha fez da velocidade a sua arma principal, com Sergio Lozano como o seu melhor elemento, com dois golos e uma assistência.

Além do golo na primeira parte, e assistência para Mellado, Sergio Lozano também anotou o 4-0, aos 24 minutos, antes de Serbin reduzir (34) e Raúl Campos fixar o resultado (35).

Quanto à Rússia, cumpriu com os prognósticos e deixa para trás a Geórgia, em direção ao 'choque' com a Ucrânia, a grande surpresa nos jogos finais, após ter afastado o Cazaquistão.

Na fronteira comum, o conflito está latente, pelo que o jogo de sexta-feira ganha outro peso, impensável há semanas.

Com calma e paciência, insistência e determinação, os russos foram justos vencedores, ante um adversário que conseguiu manter a incerteza no resultado mesmo até ao último minuto.

Só aos 22 minutos a Rússia chegou ao golo, por Niyazov, com o empate logo no retomar do jogo, aos 23, por Petry Blanco. Aos 27, Chiskala fez o 2-1 e o mesmo jogador confirmou a vitória russa a seis segundos do fim, de baliza aberta, quando os georgianos davam tudo por tudo pelo empate.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de