Zeca e o papel de um capitão de equipa lesionado durante um ano mas campeão na Dinamarca

O Copenhaga sagrou-se campeão dinamarquês de futebol, ao vencer o Aalborg por 3-0 na última jornada da fase de campeão. Depois de ser considerado o melhor jogador do ano (2020), Zeca Rodrigues, o capitão de equipa, passou a temporada lesionado. À TSF, o internacional grego explica que papel assumiu na equipa e revela nomes de jogadores para o futuro numa equipa cheia de talento.

O troféu prateado, de enormes dimensões, era o prémio mais desejado pelos adeptos do Copenhaga. Depois de dois anos sem o título, o clube da capital dinamarquesa voltou às conquistas. Zeca Rodrigues, jogador português com passaporte Grego - internacional por esse país em 33 ocasiões -, teve de assumir um papel indesejado na equipa. Uma lesão grave afastou-o dos relvados e o camisola 10 teve de largar a batuta em campo para servir de suporte aos companheiros no balneário. Isto enquanto lidava com a longa recuperação.

"Foi uma época difícil para mim, uma situação nova porque nunca havia estado lesionado. Tive de ter outro papel na equipa, fazer com que os meus colegas estivessem sempre concentrados, focados no objetivo. Fazer com que se lembrassem que estávamos em boa posição para ganhar o campeonato", lembra Zeca Rodrigues em entrevista à TSF.

Se o plantel do Copenhaga mistura jogadores jovens com outros veteranos, Zeca admite que foi necessária intervenção junto de alguns companheiros de equipa para manter a estabilidade emocional. "Tivemos nove pontos de avanço, mas passamos para apenas um ponto de vantagem. Foram momentos difíceis para todos na equipa, começaram a aparecer dúvidas. Nós capitães, os jogadores mais experientes, juntamo-nos, dissemos no balneário que só dependia de nós. Essas conversas em grupo com o treinador, mas também individuais fizeram a diferença."

A conquista da liga dinamarquesa abre portas a um outro objetivo do clube, o regresso à Liga dos Campeões. "Era um título muito desejado. Um clube como o Copenhaga não está habituado a ficar três anos sem ganhar. Queríamos regressar aos títulos, mas também voltar a tentar estar na fase de grupos da Liga dos Campeões via play-off." Zeca corre hoje pela liga milionária: "Estou a um mês de distância de voltar a treinar com a equipa. É um sonho que tenho jogar a Liga dos Campeões. Quero dar o meu contributo e ajudar a equipa ao máximo."

Um viveiro de talentos

"Acho que o campeonato é muito competitivo, que tem vindo a melhorar com o passar dos anos. Há jogadores de qualidade no campeonato, mas também uma aposta forte na formação. Metade da nossa equipa deste ano não vem da formação, alguns com 18 ou 19 anos, e temos inclusive um com 16 anos e quatro meses, que fez 20 jogos no campeonato", nota Zeca.

Nesta equipa do Copenhaga, há jogadores que são seguidos por muitos emblemas europeus. Um deles tem apenas 16 anos. Roony Bardghji, extremo sueco de origem síria, nascido no Kuwait, esquerdino. "Aqui dão espaço aos jogadores da formação e isso é visível também na seleção da Dinamarca", explica capitão do Copenhaga.

"Na minha equipa há Victor Kristiansen, de 19 anos, é o defesa esquerdo [33 jogos, quatro assistências, 19 anos]. Para além do Roony [16 anos, 15 jogos e dois golos], Hákon [Haraldsson, islandês, 19 anos, 16 jogos, quatro golos e 3 assistências] que fez quatro golos e que nos 'jogos a doer', no final da temporada, esteve muito bem. São três jogadores que podem ter um futuro brilhante. Depende deles, da forma como encaram o facto de estarem num clube grande. Mas são inteligentes, gostam de trabalhar e sabem ouvir", conta o jogador.

São nomes para o futuro e para o presente do futebol nórdico, com a liga dinamarquesa como ponto de atração principal. Um lugar que atrai também jogadores do sul da Europa, como foi o caso de Zeca, mas também de Pep Biel, espanhol, considerado o melhor da temporada neste ano desportivo. É também um espaço para treinadores à procura de experiências internacionais, como o caso do adjunto de Jess Thorup no Copenhaga, o espanhol Rúben Sellés.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de