Financiamento automóvel passará a ser adaptado ao perfil do consumidor

O último painel da edição deste ano do Portugal Mobi Summit, esta sexta-feira, teve por tema o "Retalho Automóvel Digital" e foi moderado por Nuno Castel-Branco, CEO do Standvirtual. Com base no estudo Marktest/Standvirtual, procurou saber qual o peso destas plataformas digitais na atividade de empresas do setor.

Nuno Grosa, administrador da Benecar, foi o primeiro a dar o seu ponto de vista. E não escondeu que a "Cidade Automóvel tem sido um trunfo diferenciador e que tem conquistado muitos clientes". Segundo revelou, a taxa de conversão de venda, física, é de um para três". O cliente pode até ter sido atraído pelo site, mas a conclusão é "sempre" na empresa. "Tudo o resto pode ser feito virtualmente", diz, "menos o fecho do negócio".

Ponto importante para o responsável da Benecar é que a entrega do automóvel seja nas instalações da empresa. "Gostamos que a pessoa tenha essa experiência lá. Quando se entrega em casa, já há pormenores que podem falhar. Queremos que a entrega seja imaculada", afirmou. .

Para Licínio Santos, administrador e diretor comercial da Cofidis Portugal, o cliente online é, hoje em dia, "muito mais instruído e informado do que antes". Motivo que o leva a "valorizar muitos aspetos que não eram habituais. Há uma maior reflexão financeira sobre o produto a comprar", disse. Por outro lado, a exigência também é maior. "Querem qualidade de serviço e rapidez de resposta. E o financiamento é a chave do processo".

Licínio Santos explicou que a Cofidis Portugal tem investido muito na digitalização dos processos, de modo a torna-los mais "fluidos". Explicou ainda que "o novo perfil de cliente não procura uma simulação de financiamento standard, mas sim uma que seja ajustada à sua situação".

O responsável da Cofidis Portugal revelou que, num futuro próximo, com recurso à inteligência artificial e ao Open Banking , a partilha de dados financeiros dos clientes, com a sua autorização, permitirá "ajustar o preço da venda ao perfil do cliente". Solução que deverá ser adotada pelas maiores entidades financeiras a operar em Portugal.

Nuno Troufa, diretor-geral da Santogal Usados, por sua vez, defendeu que a "confiança" é a grande alma do negócio. E que "metade dos clientes que procuram a empresa trazem uma boa recomendação do nome e da marca", disse. Na sua opinião, porém, "não é fácil" ter um número exato dos clientes que surgem depois de uma abordagem online. "Mas temos muitos clientes novos".

Da parte da Carplus, Paulo Moreira, responsável pela venda de usados da Salvador Caetano no mercado ibérico, afirmou que "cerca de "80% das vendas de usados" passa pelo "acesso ao histórico do carro". E vai mais longe. "Mentiria se dissesse que não é uma vantagem termos essa facilidade". Em Espanha, a empresa já publica esse histórico do usado online e em Portugal tal deverá começar a acontecer em meados de 2022.

Paulo Moreira centrou-se ainda na importância da empresa fazer uma "check list aos 300 pontos de inspeção" aos veículos usados que vende e dos "24 meses de garantia que oferece". Referiu ainda o trunfo de permitir que o cliente esteja "sete dias ou faça 1000 quilómetros com o veículo, podendo devolvê-lo, findo este período, se não estiver satisfeito". Trata-se, explicou, o "de uma questão de transparência".

Pertenceu a Pedro Menezes Soares, diretor comercial do Standvirtual, dar uma perspetiva final sobre o que será a evolução nos processos de vendas digitais da plataforma. Segundo adiantou, a empresa tem "força" porque tem do seu lado a segurança dos consumidores. Revelou ainda que a empresa está a trabalhar com o Governo no sentido de "facilitar o histórico das inspeções automóveis obrigatórias aos clientes". Nas suas palavras, "um passo na direção certa". "É muito importante o consumidor perceber quem é a pessoa que está a comprar. Dar-lhes capacidade para poderem avaliar o cliente. E dar-lhes também uma perspetiva de como são vistos pelo próprio cliente final", sublinhou Pedro Menezes Soares.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de