Turismo (ainda) em pandemia. Que tendências para 2022?

2022 apresenta-se como um ano de muita incerteza, de adaptação e de aprendizagem, com uma gestão a muito curto prazo e inúmeras variáveis imprevisíveis que rapidamente podem influenciar a procura e consequentemente toda a dinâmica do setor.

Com os índices de contaminação pandémica a aumentar, há diversos países a impor medidas de controlo da pandemia, como é o caso das restrições à mobilidade internacional. Neste momento, ainda não é possível desenhar uma trajetória para a procura turística esperada para o próximo ano.

Face a este panorama, 2022 apresenta-se como um ano de muita incerteza, de adaptação e de aprendizagem, com uma gestão a muito curto prazo e inúmeras variáveis imprevisíveis que rapidamente podem influenciar a procura e consequentemente toda a dinâmica do setor.

Perante este cenário, podemos adaptar a oferta turística às tendências que irão influenciar a procura dos destinos nos próximos anos. Identificamos, assim, como principais tendências: a utilização massiva da componente tecnológica, como meio privilegiado para angariar clientes, divulgar serviços, recolher opiniões e posicionar-se no mercado; a flexibilidade em anular e remarcar reservas, bem como a garantia de reembolso; e a estratégia de promoção mais focada em cada perfil de cliente.

Além disso, são também importantes marcadores: o aumento da procura através das agências de viagem bem como o crescimento na contratação de seguros de viagem; a avaliação exaustiva do destino pelo turista, não só dos locais que pretende visitar e hospedar-se, mas também das medidas de higiene e segurança existentes.

Também algumas tendências pré-Covid vieram para ficar, especialmente a sustentabilidade do destino e a consciência do turista em diminuir a sua pegada ambiental.

A vontade de viajar não diminuiu com a pandemia; a aposta no turismo é e continuará a ser fundamental no aspeto económico, social, cultural e de desenvolvimento do país.

Mas as empresas que melhor se preparam com planos de contingência e de continuidade do negócio serão as mais rápidas a adaptar-se e a prosperar nestes tempos de incerteza.

Estes e outros conteúdos estão disponíveis para ouvir na página do Minuto Moneris onde a consultora dá os melhores conselhos de governação para a rentabilização dos negócios das empresas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de