China conseguiu pousar um pequeno robô em Marte

O Zhurong está equipado com câmaras, um radar e lasers que lhe permitirão estudar o seu ambiente e analisar a composição das rochas marcianas.

A China pousou esta madrugada, com sucesso, o seu pequeno robô telecomandado "Zhurong" na superfície de Marte, uma estreia para o país asiático, informou o CCTV estatal.

A China já tinha tentado enviar uma sonda a Marte em 2011, numa missão conjunta com a Rússia. No entanto, a tentativa falhou e Pequim decidiu então prosseguir a aventura sozinha.

Os chineses lançaram a sua missão não tripulada "Tianwen-1" da Terra no final de julho de 2020.

"Tianwen-1 aterrou com sucesso na área predefinida" em Marte com o robô "Zhurong", disse a CCTV.

O desembarque teve lugar numa área do planeta vermelho chamada "Utopia Planitia", uma vasta planície no hemisfério norte de Marte.

Esta é a primeira tentativa independente por parte dos chineses.

Em fevereiro, a China já tinha conseguido colocar a sonda "Tianwen-1" na órbita marciana e tirar fotografias do Planeta Vermelho.

Hoje, conseguiu colocar um módulo de aterragem em Marte, o que permitirá que o robô telecomandado "Zhurong" saia.

Pesando mais de 200 quilos, "Zhurong" está equipado com quatro painéis solares para o seu fornecimento de energia, e espera-se que esteja operacional durante três meses.

Está também equipado com câmaras, um radar e lasers que lhe permitirão estudar o seu ambiente e analisar a composição das rochas marcianas.

O nome "Zhurong" foi escolhido após um inquérito online e refere-se ao deus do fogo na mitologia chinesa. Este simbolismo é justificado pelo nome chinês para Marte: "huoxing", literalmente "o planeta de fogo".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de