Galaxy Note 20: Samsung anuncia nova geração de um smartphone único
futuro

Galaxy Note 20: Samsung anuncia nova geração de um smartphone único

Não há nenhum outro telefone como aqueles que a Samsung propõe na sua gama Note. Todos eles incluem um pequeno acessório que os torna únicos.

O tal acessório é descrito como uma caneta e se quisermos acreditar, até a podemos ver como tal. Afinal, quando utilizada na tela do seu companheiro, a S-Pen (o nome oficial da caneta) permite deixar todo o tipo de notas no equipamento, bem como fazer uma série de coisas que os outros smartphones apenas conseguem sonhar.

Mas mais do que uma nova geração das S-Pen, o que a Samsung anuncia hoje mundialmente são quatro novos membros da família Galaxy Note.

Vamos por partes. Desta vez, a família Note 20 vai ser dividida em dois. Os modelos base são o Note 20 4G (€990) e o Note 20 5G (€1090). E a existência, ou não, de tecnologia das redes móveis de quinta-geração é a única diferença entre eles.

Depois vêm os mais poderosos Galaxy Note 20 Ultra 5G 256GB (€1440) e Galaxy Note 20 Ultra 5G 512GB (€1540).

Estes últimos viram muita coisa revista - para melhor - face aquilo que a Samsung propõe nos modelos base. O ecrã é maior, com melhor resolução e com uma taxa de atualização superior. Também a velocidade de resposta da S-Pen foi bastante melhorada. Ainda não é, no entanto, a mesma coisa que pegar numa caneta e escrever num papel.

Nas câmaras e no tamanho da bateria também há diferenças.

De regresso está a questão do processador

O que todos os novos membros da família Note partilham é o processador. Quer dizer... mais ou menos.

Nos Estados Unidos da América, pelo menos, o CPU que a Samsung escolheu para estes equipamentos (para todos eles, bem entendido) é o Qualcomm Snapdragon 865+, o mais avançado no mundo.

Já na Europa, o CPU que a Samsung escolheu para estes equipamentos (para todos eles, bem entendido) é o Exynos 990. Não é um processador mau, mas é uma segunda escolha.

É um duplo critério que a Samsung tem vindo a praticar em sucessivos equipamentos e no qual a Europa fica sempre a perder. Sempre. Noutras alturas a empresa tentou justificar a diferença dizendo que era uma questão de logistica e gestão de stocks. Até pode ser, mas por uma vez seria bom ver a Europa a receber o melhor processador e os outros países aquilo que sobrar.

Ou então, vender os Note 20 na Europa a um preço mais em conta e mais em linha com o facto de não terem o melhor processador do mercado.

Pré-venda arranca hoje

Em comum têm ainda características como o WiFi 6, a resistência à água até um metro e meio de profundidade por maie a hora, colunas stereo e, por exemplo o NFC.

As pré-vendas começam já esta quarta-feira e vão até ao dia 20 de agorsto. No dia seguinte, os Note 20 chegam às lojas portuguesas (e de todo o mundo). Quem comprar já tem acesso a um pack promocional.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de