Nissan quer que mais de 50% dos seus carros sejam com energia elétrica até 2030

Será feito um investimento de aproximadamente 17,61 mil milhões de euros nos próximos cinco anos, para lançar 23 novos modelos eletrificados.

O fabricante japonês de automóveis Nissan Motor anunciou esta segunda-feira um plano para fazer mais de metade dos carros que vende em todo o mundo eletrificados até ao ano fiscal de 2030.

A estratégia, que envolve um investimento de aproximadamente 17,61 mil milhões de euros nos próximos cinco anos, visa lançar 23 novos modelos eletrificados - incluindo 15 modelos totalmente elétricos e oito híbridos - das suas marcas Nissan e Infiniti nesse período.

No ano fiscal 2026, a empresa pretende que mais de 75% das suas vendas na Europa sejam veículos eletrificados, afirmou numa declaração.

Até essa data, a empresa espera também que mais de 55% e 40% dos veículos que vende no Japão e na China, respetivamente, sejam eletrificados.

Até 2030, a empresa sediada em Yokohama também espera que as suas vendas de tais carros nos EUA representem mais de 40% das suas vendas totais.

A Nissan também planeia lançar um veículo elétrico a bateria de estado sólido até 2028.

A empresa, que quer aumentar consideravelmente o seu volume de produção de baterias, espera o desenvolvimento deste tipo de tecnologia.

Da mesma forma, para reforçar a reciclagem de baterias, a empresa disse que abrirá novas fábricas de "renovação" na Europa em 2022-2023 e nos EUA em 2025.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de