Adolescente acusado de ameaça terrorista nos EUA após sugerir tiroteio na escola

Menor de 16 anos escreveu no Instagram que podia haver um "tiroteio em massa" na sua escola - o Instituto Bellport, no estado de Nova Iorque.

As autoridades de Long Island, em Nova Iorque, detiveram um adolescente e acusaram-no de ameaça terrorista após este ter sugerido um tiroteio em massa na sua escola após o massacre no Texas, noticiou hoje a imprensa norte-americana.

O procurador do condado de Suffolk, Raymond Tierney, disse ao canal Fox 5 e a outros meios de comunicação que se trata de um menor de 16 anos que publicou na quinta-feira, na rede social Instagram, que no dia seguinte poderia haver um "tiroteio em massa" na sua escola - o Instituto Bellport.

A mensagem, publicada num momento em que o país está de luto pelo massacre de 19 crianças e dois professores numa escola primária em Uvalde, no Texas, na quarta-feira, gerou alarme entre várias pessoas que alertaram a polícia local, que tratou de investigar e deter na mesma noite o autor da publicação.

Mais tarde, os detetives revistaram a sua casa e concluíram que não havia armas.

O adolescente, que foi acusado de proferir uma ameaça terrorista - crime punível com prisão - e de assédio grave, está detido sem possibilidade de fiança e deve comparecer ainda hoje perante o juiz da divisão de menores de um tribunal da zona de Central Islip, em Long Island.

O procurador Raymond, que agradeceu a rápida ação da polícia, disse à imprensa que leva essas ameaças a sério e está comprometido em usar os meios à sua disposição para segurança das crianças.

Numa captura de ecrã da mensagem do adolescente, compartilhada pelo Ministério Público, pode ler-se "bellport mass shooting tmr?" ("tiroteio em massa amanhã em Bellport?") junto com a onomatopeia "shhh" e um 'emoji' sorridente.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de