Conselho da União Europeia levanta restrições a viajantes do Japão

As restrições de viagens deverão ser também gradualmente levantadas a quem vem das regiões administrativas especiais de Macau e Hong Kong.

O Conselho da União Europeia (UE), sob presidência portuguesa, levantou esta quinta-feira as restrições a viajantes vindos do Japão, sendo agora oito os países terceiros de onde são autorizadas viagens não essenciais, impostas no âmbito da Covid-19.

Num comunicado, o Conselho da UE adianta que "na sequência de uma revisão ao abrigo da recomendação sobre o levantamento gradual das restrições temporárias às viagens não essenciais para a UE, o Conselho atualizou a lista de países para os quais as restrições de viagem deveriam ser levantadas, a fim de acrescentar o Japão".

Esta lista, que inclui a Austrália, Coreia do Sul, Israel, Japão, Nova Zelândia, Ruanda, Singapura e Tailândia, bem como a China, sujeita a confirmação de reciprocidade, continuará a ser revista de duas em duas semanas e, conforme o caso, atualizada.

As restrições de viagens deverão ser também gradualmente levantadas a quem vem das regiões administrativas especiais de Macau e Hong Kong, sujeitas a confirmação de reciprocidade.

Os residentes em Andorra, Mónaco, São Marino e Vaticano são considerados, para o propósito desta recomendação, como residentes na UE.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 3.693.717 mortos no mundo, resultantes de mais de 171,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de