Contágios voltam a aumentar em Itália, que já ultrapassou as 18 mil mortes

País registou 1615 novos casos nas últimas 24 horas.

Itália atingiu esta quinta-feira as 18.279 mortes associadas ao novo coronavírus, ao ter registado 610 óbitos nas últimas 24 horas, período durante o qual o número de novos contágios voltou a subir naquele país, divulgaram hoje as autoridades italianas.

Segundo a Proteção Civil italiana, o número diário de vítimas mortais associadas à doença Covid-19 contabilizado hoje é superior aos dados dos últimos dois dias.

Os casos de infeção positivos e ativos neste momento no país são 96.877, mais 1615 novos contágios face a quarta-feira.

Este número representa um aumento considerável em comparação com os dados de quarta-feira, quando foram registados 1.195 novos casos, e é quase o dobro dos 880 que foram diagnosticados no dia anterior.

Estes últimos (880) tinham sido os níveis mais baixos registados desde o passado dia 10 de março.

Em termos globais, desde o diagnóstico do primeiro caso de Covid-19 de contaminação interna no país, em fevereiro, Itália contabiliza 143.626 infetados, mais 4204 em comparação com quarta-feira, indicou o chefe da Proteção Civil italiana, Angelo Borrelli.

Destes casos totais, 28.470 pessoas estão dadas como curadas, das quais duas mil tiveram alta nas últimas 24 horas.

Uma vez mais, a grande maioria dos casos positivos (64.873, cerca de 67%) está em isolamento domiciliário.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 89 mil.

Dos casos de infeção, mais de 312 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 787 mil infetados e mais de 62 mil mortos, é o mais afetado pela pandemia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de