EUA anunciam boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim

O anúncio foi feito pela porta-voz da Casa Branca.

Os Estados Unidos da América anunciaram um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno que se realizam em Pequim. A revelação foi feita esta segunda-feira pela porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.

"A administração Biden não vai enviar nenhum diplomata ou representante oficial aos Jogos Olímpicos e Jogos Paralímpicos de Inverno de Pequim em 2022, dado o genocídio e os crimes contra a humanidade em curso em Xinjiang, na China, e outros abusos de direitos humanos", disse a representante. Ainda assim, Jen Psaki garante que os atletas "terão todo o suporte" da Casa Branca.

Há meses que o Governo dos Estados Unidos tem tentado encontrar a melhor forma de se posicionar sobre os Jogos Olímpicos de Inverno, realizados entre 4 e 2 de Fevereiro de 2022 num país que acusa de perpetrar um "genocídio" contra os muçulmanos uigures em Xianjing. Várias organizações de direitos humanos acusam Pequim de prender pelo menos um milhão de pessoas em "campos de reeducação".

Enviar representação oficial iria significar que, "apesar dos abusos e atrocidades em Xianjing", os Jogos seriam "negócios, como sempre". "Simplesmente não o podemos fazer", declarou Jen Psaki.

O porta-voz Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Zhao Lijian, afirmou, antes do anúncio de Psaki, que "os Jogos Olímpicos de Inverno não são palco para manipulação política" e ameaçou os EUA com "contramedidas". A China ainda não reagiu ao anúncio oficial do boicote.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de