Eurovisão permite que a Rússia participe no festival apesar da invasão

Apesar da preocupação com os acontecimentos na Ucrânia, a organização refere que o Festival Eurovisão da Canção é um evento "cultural não político".

A União Europeia da Radiodifusão (EBU), organizadora do Festival Eurovisão da Canção, confirmou que, como "evento cultural de natureza não política", a Rússia participará da edição de 2022, apesar da invasão da Ucrânia.

A confirmação foi dada numa carta enviada à emissora pública norte-americana NPR na sequência da petição da rede ucraniana UA: PBC, que solicitou a expulsão do país do concurso por considerar ser "um porta-voz do Kremlin e uma ferramenta fundamental de propaganda política financiada com o orçamento do Estado russo".

"O Festival Eurovisão da Canção [que se realizará em Itália] é um evento cultural não político. No entanto, a EBU está preocupada com os acontecimentos na Ucrânia e continuará a monitorizar de perto a situação", é referido na carta.

Na quinta-feira surgiram noticias de alguns cancelamentos desportivos, sendo que o encontro entre a Geórgia e a Rússia, da terceira jornada do Europe Championship 2022 de râguebi, foi adiado para "preservar a saúde e segurança de todos os jogadores funcionários", segundo a organização do torneio.

A Polónia, que deveria jogar na Rússia, e a Suécia e a República Checa, possíveis adversárias, apelaram à Federação Internacional de Futebol (FIFA) para que o 'play-off' do Mundial2022 não se dispute naquele país.

A Rússia lançou quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar em território da Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocou pelo menos meia centena de mortos, 10 dos quais civis, em território ucraniano, segundo Kiev.

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que a "operação militar especial" na Ucrânia visa "desmilitarizar e desnazificar" o seu vizinho e que era a única maneira de o país se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário, dependendo dos seus "resultados" e "relevância".

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de