Guterres alerta para aproveitamento de grupos extremistas durante a pandemia

O secretário-geral da ONU aponta que estes grupos procuram explorar divisões, conflitos locais, falhas na governação e outras situações de descontentamento para prosseguir com as suas intenções.

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, alertou esta terça-feira que grupos extremistas, como o Estado Islâmico, Al Qaeda e seus afiliados, neonazis, supremacistas brancos e grupos de ódio se podem aproveitar da pandemia.

O responsável máximo da ONU disse ser demasiado cedo para avaliar plenamente as implicações da pandemia do novo coronavírus no terrorismo, mas todos estes grupos procuram explorar divisões, conflitos locais, falhas na governação e outras situações de descontentamento para prosseguir com as suas intenções.

Guterres apontou que o grupo extremista Estado Islâmico, que chegou a controlar uma vasta faixa da Síria e do Iraque, está a tentar reafirmar-se em ambos os países.

O embaixador da Tunísia na ONU, Kais Kabtani, afirmou que, com a atenção global centrada no combate à pandemia provocada pela Covid-19, os grupos terroristas estão também a tentar capitalizar "minando a autoridade do Estado e lançando novos ataques".

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de