Inflação passa barreira dos 4% na zona euro e na UE em outubro

As taxas mais elevadas foram observadas na Lituânia, Estónia e Hungria.

A taxa de inflação anual subiu em outubro pelo quarto mês consecutivo na zona euro e na União Europeia (UE), ultrapassando a barreira dos 4%, e Portugal registou a segunda menor (1,8%), segundo dados esta quarta-feira divulgados pelo Eurostat.

Na zona euro, a taxa de inflação aumentou para os 4,1% em outubro, face aos -0,3% do mesmo mês de 2020 e aos 3,4% de setembro.

Na UE, a inflação chegou aos 4,4%, que se comparam com os 0,3% homólogos e os 3,6% de setembro, tendo o indicador aumentado em todos os Estados-membros.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, entre os 27 Estados-membros, as taxas de inflação anuais mais baixas foram registadas, em outubro, em Malta (1,4%), Portugal (1,8%), Finlândia e Grécia (2,8% cada).

As taxas mais elevadas foram observadas na Lituânia (8,2%), Estónia (6,8%) e Hungria (6,6%).

Na zona euro, a energia foi a componente da inflação que mais aumentou em outubro (23,7%).

O Banco Central Europeu (BCE) contempla um objetivo de inflação simétrica de 2% a médio prazo, admitindo desvios temporários e moderados.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de