Itália pede à ONU investigação da morte de embaixador na RDC

O Estado italiano quer "respostas claras" sobre os acontecimentos que levaram ao assassinato do embaixador Luca Attanasio.

A Itália pediu à Organização das Nações Unidas (ONU) um inquérito ao assassinato do embaixador italiano na República Democrática do Congo, Luca Attanasio.

O ministro italiano dos Negócios Estrangeiros revelou, esta quarta-feira, que pediu uma investigação à morte do embaixador, que ocorreu esta segunda-feira, numa emboscada.

"Pedimos formalmente ao Programa Alimentar Mundial e às Nações Unidas para abrirem uma investigação para clarificar o que aconteceu, as razões por trás dos dispositivos de segurança usados e quem estava responsável por essas decisões", disse o ministro Luigi Di Maio, citado pela agência de notícias AFP, em declarações ao Parlamento italiano. "Aguardamos respostas claras e exaustivas", acrescentou.

O embaixador italiano em Kinshasa e duas outras pessoas foram mortos a tiro num ataque armado a um comboio do Programa Alimentar Mundial (PAM), durante uma visita perto de Goma, no leste da República Democrática do Congo, na segunda-feira.

O embaixador Luca Attanasio "morreu em consequência dos ferimentos", disse à agência AFP uma fonte diplomática em Kinshasa.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de