Mais de 20 migrantes desaparecidos após naufrágio perto das Canárias

Socorristas resgataram 36 pessoas e encontraram um corpo.

Vinte e quatro migrantes estão desaparecidos depois de a embarcação onde seguiam ter naufragado, esta terça-feira, perto da costa do arquipélago das Canárias, anunciou a Guarda Costeira espanhola. De acordo com um porta-voz do Salvamento Marítimo, a Guarda Costeira foi alertada sobre a saída deste barco com 61 migrantes a bordo, procedente do Cabo Bojador, no Saara Ocidental.

Se esta informação estiver correta há "24 desaparecidos", já que os socorristas resgataram 36 pessoas, todas subsaarianas, e encontraram um corpo, ao sul da ilha Gran Canária, no Atlântico, disse o porta-voz da corporação. A ONG espanhola Caminando Fronteras, que recolhe informações sobre os barcos que partem para as Ilhas Canárias, afirmou, por sua vez, que "27 pessoas, entre elas 13 mulheres e seis bebés", morreram no incidente.

Após uma travessia particularmente perigosa desde África, 6359 migrantes chegaram às Canárias desde o início do ano. Segundo o Ministério do Interior Espanhol, 60% mais do que no mesmo período de 2021.

No ano passado, um total de 40 100 migrantes, a maioria marroquinos, chegou à costa espanhola, tanto às ilhas como ao continente. Segundo a Caminando Fronteras, 4404 migrantes morreram ou desapareceram nesta rota de migração em 2021, o dobro do ano anterior.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de