Marinha britânica diz que navio mercante israleita foi atacado na costa de Omã

As autoridades de Israel não referiram, até ao momento, o incidente com o navio mercante israelita na costa de Omã.

Um navio mercante israelita foi atacado na noite de quinta-feira na costa de Omã, no Mar da Arábia, de acordo com informações divulgadas hoje pelos militares britânicos.

Numa declaração inicial, as operações de comércio marítimo da marinha britânica (UKMTO) declararam que uma investigação está a decorrer sobre o incidente, que ocorreu na noite de quinta-feira, a nordeste da ilha de Masirah, em Omã. O local fica a mais de 300 quilómetros a sudeste da capital de Omã, Mascate.

A declaração do UKMTO não forneceu maiores detalhes, apenas que se suspeitava que o ataque não envolvia pirataria.

Na manhã de quinta-feira, o grupo militar britânico disse que estava a investigar outro incidente inexplicado na mesma área.

Hoje, o Ministério da Defesa britânico apenas identificou a nacionalidade dos proprietários do navio como israelita.

As autoridades de Israel não referiram, até ao momento, o incidente com o navio mercante israelita na costa de Omã.

Omã não deu conhecimento do ataque e as autoridades não responderam aos pedidos de comentários da agência de notícias Associated Press (AP), assim como a 5.ª Frota da Marinha dos Estados Unidos.

O incidente com este navio mercante israelita ocorre quando há um aumento das tensões sobre o acordo nuclear do Irão e as negociações para restaurar este pacto estão paralisadas em Viena.

Desde que o então Presidente norte-americano, Donald Trump, retirou unilateralmente os Estados Unidos do acordo em 2018, tem havido nesta região uma série de ataques a navios.

Outros navios israelitas também foram alvejados nos últimos meses no meio da tensão entre as duas nações, com autoridades israelitas a culpar o Irão pelos ataques.

Os meios de comunicação iranianos não divulgaram, até ao momento, qualquer notícia sobre este incidente.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de