Máscaras, StayAway e mais coordenação. Von der Leyen pede estratégia contra a Covid

Na véspera da vídeocimeira para a discussão da Covid-19, a presidente da Comissão Europeia apela aos governos da União, para se coordenarem no combate à pandemia

A falar em Bruxelas, na apresentação da estratégia da Comissão contra a Covid 19, esta quarta-feira, Ursula von der Leyen defendeu o uso de máscaras e apelou à utilização da StayAway Covid no telemóvel.

Entre as medidas que apresentou, está também uma abordagem comum para a política de testes, que devem "chegar a todos". Outra das vertentes passa pela partilha dos dados disponíveis. Por isso, a presidente da Comissão promete dirigir um apelo, que soa a crítica, aos 27 governos, numa altura em que o número de infeções acelera na Europa.

"Vou apelar a uma melhor partilha de dados com a plataforma do centro europeu de controlo e prevenção de doenças", adiantou Von der Leyen, na conferência em Bruxelas, em que defendeu que a divulgação desses dados é fundamental.

"Ajuda-nos a saber onde há disponibilidade de Unidades de Cuidados Intensivos. Ou, onde a transferência de doentes para outros países possa ser organizada quando necessário", exemplificou.

Como medida mais imediata, a presidente da Comissão Europeia recomenda testes de despistagem em massa, a nível europeu, e diz que há dinheiro em cima da mesa.

"Estamos a mobilizar 100 milhões de euros, do instrumento de ajuda de emergência, para a aquisição de testes rápidos, que iremos posteriormente distribuir aos Estados-membros. E vamos lançar uma oferta de compra conjunta, para que haja mais [testes] disponíveis", afirmou, salientando que será também necessária uma política de testagem comum.

"Os testes antigénicos rápidos estão a chegar ao mercado. Isto pode ter um papel importante. Mas vamos propor uma abordagem europeia, em matéria de aprovação e uso. Porque só assim poderá haver reconhecimento mútuo de testes e dos resultados", considerou Von der Leyen, salientando que o plano requer também a colaboração de todos, com a "utilização de máscaras e higienização das mãos".

A abordagem passa também pela utilização de aplicações como a StayAway Covid, por isso, a presidente do executivo lança o apelo a todos, tendo em conta que "o sucesso da aplicação depende do número de utilizadores".

"Cinquenta e dois milhões de utilizadores já fizeram o download. E eu apelo a todos os utilizadores que façam o mesmo. Cada utilizador conta", disse.

A presidente da Comissão Europeia lembra que está a investir no desenvolvimento e aquisição de vacinas, e insistiu que é altura de os Estados prepararem estratégias de vacinação em massa.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de