Navio de pesca com cerca de 500 migrantes chega ao porto italiano de Pozzallo

Só desde o início do ano, mais de 14 mil migrantes já chegaram à costa de Itália.

Um pesqueiro com cerca de 500 migrantes, que pediu socorro na segunda-feira devido a problemas no motor, falta de água e alimentos no Mediterrâneo central, chegou, esta terça-feira, ao porto italiano de Pozzallo, escoltado por navios das autoridades italianas.

O serviço de emergências [Alarme Phone], que responde aos pedidos de socorro dos navios de migrantes no Mediterrâneo central, lançou na noite de segunda-feira um aviso sobre um barco de 30 metros de comprimento com cerca de 500 pessoas a bordo.

O autarca de Pozzallo, Roberto Ammatuna, explicou aos meios de comunicação social que a "operação de receção já estava pronta".

A bordo do barco de pesca foi possível ver militares a ajudar a atracar o navio no porto siciliano, no sul do país, segundo a agência de notícias Efe.

Ammatuna sublinhou ainda que, com a melhoria do tempo, chegarão mais navios e que a presença no Mediterrâneo de uma força militar europeia é "inevitável para salvar milhares de vidas humanas" e que o socorro aos migrantes "não pode ser feito apenas por organizações não-governamentais (ONG)".

A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) também denunciou na segunda-feira que as 470 pessoas resgatadas pelo seu navio - Geo Barents - no Mediterrâneo central, nos últimos dias, continuam à espera de um porto seguro para desembarcar, apesar de terem enviado seis pedidos às autoridades italianas.

Algumas fontes informam que os 145 migrantes a bordo do navio da ONG Sea Watch, entre os quais 44 menores [37 desacompanhados], serão autorizados a desembarcar esta terça-feira em Augusta, na Sicília.

Além dos resgates das ONG, a Guarda Costeira italiana também realizou algumas operações de resgate de migrantes nos últimos dias. Agora, na ilha de Lampedusa, a mais meridional de Itália, há cerca de mil pessoas no centro de acolhimento de migrantes, que pode acomodar apenas 200.

Até ao momento, um total de 14.764 migrantes chegaram às costas de Itália neste ano, em comparação com 13.168 no mesmo período do ano passado, segundo o Ministério do Interior italiano.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de