Polónia prepara-se para encerrar espaço aéreo a voos russos

Mateusz Morawiecki, o primeiro-ministro da Polónia, diz que o espaço aéreo polaco será encerrado aos aviões russos.

O primeiro-ministro da Polónia, Mateusz Morawiecki, anunciou esta sexta-feira que o espaço aéreo polaco será encerrado aos aviões russos, o que impedirá que descolem ou aterrem no país.

"Ordenei a preparação de uma resolução do conselho de ministros que levará ao encerramento do espaço aéreo da Polónia às companhias de aviação russas", escreveu Morawiecki numa breve mensagem na sua conta da rede social Facebook.

Na quinta-feira, o Reino Unido proibiu que os aviões da Aeroflot aterrem no seu território, em reação à invasão russa da Ucrânia, e a Moldávia adotou uma medida semelhante.

Em retaliação, a agência de aviação civil russa Rosaviation anunciou hoje que os voos procedentes ou com destino ao Reino Unido não poderão utilizar o seu espaço aéreo.

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar em três frentes na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocaram em território ucraniano mais de 120 mortos, incluindo civis, e centenas de feridos, segundo Kiev. A ONU deu conta de 100.000 deslocados no primeiro dia de combates.

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que a "operação militar especial" na Ucrânia visa "desmilitarizar e desnazificar" o país vizinho e que era a única maneira de o país se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário, dependendo dos seus "resultados" e "relevância".

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional e motivou reuniões de emergência de vários governos, incluindo o português, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), União Europeia (UE) e Conselho de Segurança da ONU, tendo sido aprovadas sanções em massa contra a Rússia.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de