"Por amor de Deus, vai-te embora!". Britânicos querem dizer adeus a Boris Johnson

Boris Johnson bate no fundo e tem cada vez mais gente do próprio partido a pedir que se demita. Biden acha que Putin vai invadir a Ucrânia. Revista de imprensa internacional na TSF.

"Por amor de Deus, vai-te embora"! A frase de um ex-ministro de Boris Johnson para o atual chefe de governo britânico está na capa de vários jornais, como o espanhol La Vanguardia, ou o El País onde se lê que a rebelião contra Johnson ganha força entre os conservadores (e já volto a este jornal). Na Guardian Weekly, verdade ou consequência, a queda de Boris Johnson e o primeiro ministro aparece com uma rolha no nariz... no independent e no Guardian, lá está a frase "in the name of God, go"... vá... embora. no Daily Mail, o topo da capa com um comentário em nome do jornal que assim se dirige ao ainda chefe do governo: "por amor de Deus, cresça".

O Voz da Galiza puxa dos galões, enche-se de orgulho e diz que a região galega se coloca no topo da Europa em matéria de população vacinada. Primeira região da Europa em termos de vacinação completa e segunda em dose de reforço.

A queda na incidência incentiva o fim das restrições... Está na capa do El País... A sexta onda de Covid mostra novos sinais de desaceleração. "A incidência da pandemia caiu ontem pelo segundo dia consecutivo após mais de dois meses em alta, situando-se em 3.286 casos por 100.000 habitantes em 14 dias. Apesar do nível de infecções ainda ser muito alto, a mudança de tendência e o fato de a situação hospitalar não ter saído do controle levam algumas autonomias a levantar restrições". A Catalunha anunciou ontem o fim do recolher obrigatório a partir de amanhã. A Cantábria decidiu não estender a exigência de passaporte covid para entrar em bares e restaurantes.

Ainda na capa do El País... Biden acredita que a Rússia está a preparar-se para invadir a Ucrânia. O presidente dos EUA teme que a Rússia invada a Ucrânia no curto prazo para "testar" Washington e a NATO, disse Biden ontem à noite em conferência de imprensa. "Suponho que [Putin] vai intervir", disse ele. Biden ficou confuso sobre o que considera uma agressão grave: "Uma coisa é ter uma pequena incursão, que acabamos a discutir como responder, mas se eles fizerem o que são capazes de fazer com uma grande força na fronteira, é será um desastre para a Rússia". Mais tarde, a Casa Branca esclareceu que qualquer travessia das fronteiras ucranianas seria enfrentada com medidas "rápidas e duras".

O Liberation em França enche a capa com Gaspar Ulliel, o ator que foi predileto de André Techiné morreu ontem num acidente de ski, tinha 37 anos.

Em Moçambique o Notícias diz, sobre a Covid, que o presidente da república alivia medidas restritivas e o Mediafax põe na capa o terceiro maior partido a dizer que "Alguém deve parar esse negócio criminoso"... é assim que o MDM vê a cobrança de portagens na circular de Maputo. Os jornais angolanos falam em privatizações... o jornal de Angola diz que o estado encaixa 850 mil milhões de Kwanzas, o País faz a coisa por pouco mais de metade, 460. O Tribuna de Macau diz que o governo eleva metas ambientais até 2025 e no Brasil o diário O Popular diz que o número de casos Covid entre os servidores, isto é, entre os funcionários públicos, aumenta sete vezes.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de