Presidente ucraniano pede calendário claro para adesão à NATO

Zelensky afirmou que, "nas próximas semanas, é preciso procurar novas garantias de segurança para a Ucrânia com os países do Conselho de Segurança e com a participação da Europa, Alemanha e Turquia".

O presidente ucraniano pediu este sábado um calendário claro para uma possível adesão à NATO e uma reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas face à escalada de tensão militar com a Rússia.

Numa intervenção numa conferência internacional em Munique, Volodymyr Zelensky pediu ainda aos países ocidentais para acabarem com o que chamou "política de apaziguamento" da Rússia, com cujo Presidente, Vladimir Putin, propôs um encontro.

"Não sei o que quer o presidente russo, eis porque proponho que nos encontremos", declarou.

Zelensky afirmou que, "nas próximas semanas, é preciso procurar novas garantias de segurança para a Ucrânia com os países do Conselho de Segurança e com a participação da Europa, Alemanha e Turquia".

Pediu ainda um calendário "claro e exequível" com vista à adesão da Ucrânia à Aliança Atlântica, reclamando do Ocidente um roteiro para esse fim.

"Deram à Ucrânia garantias de segurança quando renunciou às suas armas nucleares, deixando de ser a terceira potência nuclear mundial. Não temos essas armas nem temos segurança, mas temos o direito de exigir que acabe a política de apaziguamento e garantias de segurança e de paz", argumentou.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de