Rússia diz que garantias dos taliban são "positivas" e quer diálogo nacional no Afeganistão

Entrada das forças taliban em Cabul pôs fim a uma campanha militar de duas décadas liderada pelos Estados Unidos.

Sergei Lavrov, ministro russo das Relações Exteriores, afirmou esta terça-feira que as garantias dos taliban, em termos de liberdade de opinião no Afeganistão, são um "sinal positivo" e que a Rússia apoia um "diálogo nacional".

"O facto de os taliban em Cabul proclamarem e demonstrarem abertura para respeitar as opiniões dos outros é, a meu ver, um sinal positivo", considera o chefe da diplomacia de Moscovo, acrescentando que a Rússia apoia um diálogo no qual "participem todas as forças políticas, étnicas e religiosas" do país.

"Vemos sinais de esperança quando os taliban expressam o desejo de um governo com outras forças políticas", completou Lavrov, citado pela AFP.

A entrada das forças taliban em Cabul, no domingo, pôs fim a uma campanha militar de duas décadas liderada pelos Estados Unidos e apoiada pelos seus aliados, incluindo Portugal.

As forças de segurança afegãs, treinadas pelos militares estrangeiros, colapsaram antes da entrada dos taliban na cidade de Cabul.

Milhares de afegãos, em Cabul, tentam fugir do país e muitos dirigiram-se para o aeroporto internacional onde a situação é caótica.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de