Pelo menos três mortos em mega assalto no interior de São Paulo

Criminosos roubam três bancos, servem-se de moradores como escudos na fuga, enquanto espalham bombas e disparam indiscriminadamente

Um grupo de cerca de 50 criminosos levou terror a Araçatuba, no interior de São Paulo, após assaltos a três bancos nesta madrugada.

Para se proteger na fuga, a quadrilha espalhou explosivos nas ruas do centro da cidade e usou moradores como escudo.

Segundo os últimos relatos das televisões locais, três pessoas morreram, um assaltante e dois moradores, e há registo de feridos. Dois suspeitos do assalto já terão sido detidos.

Nas redes sociais, moradores espalharam vídeos a ilustrar os momentos de pânico vividos pela população da cidade de cerca de 200 mil habitantes a 500 km de São Paulo, logo após os assaltos. Para escaparem da polícia, os criminosos foram atirando bombas e disparando indiscriminadamente pelas ruas, enquanto levavam reféns em cima dos carros.

"Foi um horror, peço à população que não saia de casa", disse Dilador Borges, prefeito de Araçatuba, que, entretanto, pediu ao governador do estado, João Doria, reforço policial e cidades próximo.

Outros membros do grupo rodearam os quartéis da polícia local para impedir a saída dos agentes. Os criminosos usaram ainda drones para ir vigiando a reação policial.

Neste momento, há barreiras de proteção no centro da cidade, por causa dos explosivos espalhados, e aulas e outros serviços foram suspensos.

Este tipo de crime é relativamente comum no estado de São Paulo: a mesma Araçatuba passara por situação semelhante em 2017, num assalto a uma agência de valores. No ano passado fora a vez de Botucatu ser atacada por 40 criminosos mascarados.

O crime surge dias depois de Jair Bolsonaro ter dito que era mais importante ter armas do que comida em casa, uma frase lembrada agora tanto por apoiantes como por críticos do presidente.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de