Pelo menos três mortos após descarrilamento de comboio na Escócia

Composição saiu da linha perto de Stonehaven. Há dezenas de veículos médicos no local.

O descarrilamento de um comboio de passageiros em Aberdeenshire, na Escócia, fez esta quarta-feira pelo menos três mortos e vários feridos graves, num acidente que a primeira-ministra escocesa descreve como "extremamente sério".

A informação sobre as vítimas mortais foi transmitida ao início da tarde desta quarta-feira por fontes policiais ligadas aos transportes. A mesma fonte revelou ainda que seis pessoas foram transportadas para o hospital sem ferimentos graves.

"É com grande tristeza, e apesar dos melhores esforços dos nossos paramédicos, que confirmamos que três pessoas foram declaradas mortas no local", lê-se num comunicado da British Transport Police.

Embora o processo de identificação ainda não tenha sido oficialmente concluído, a polícia diz acreditar que "o maquinista do comboio morreu" e avança que a família já foi informada.

O superintendente-chefe Eddie Wylie, citado pela BBC, disse que este é um "incidente trágico" e expressou a sua solidariedade para com as famílias das vítimas.

"Gostaria de reforçar ao público que este não era um serviço lotado e que, a partir das imagens de videovigilância e das declarações das testemunhas, acreditamos já ter localizado todos os passageiros", garantiu. Ainda assim, quando a zona estiver segura será feita uma "busca completa e profunda".

"Sabemos que muita gente terá questões fundamentadas e vamos trabalhar de forma muito próxima com o Ramo de Investigação de Acidentes Ferroviários e com a tutela da ferrovia e das estradas para identificar as circunstâncias em que se deu este descarrilamento", assegurou Wylie.

"Extremamente sério"

No Twitter, Nicola Sturgeon envou as "mais profundas condolências" aos familiares das vítimas mortais.

Esta manhã, pouco tempo depois das primeiras notícias, a primeira-ministra escocesa escrevia que "este é um incidente extremamente sério" e explicava que recebeu "um relatório inicial da Network Rail e dos serviços de emergência", mantendo-se atualizada através dos mesmos.

Mais tarde, já no Parlamento, Sturgeon deu conta de ter recebido "relatórios iniciais de feridos graves".

Também o primeiro-ministro britânico Boris Johson recorreu ao Twitter para se dizer "entristecido" com o acidente e agradecer "aos serviços de emergência no local".

Foram quatro as carruagens que saíram da linha e no local chegaram a estar mais de 30 veículos dos meios de socorro, incluindo um helicóptero.

A autoridade inglesa para os transportes confirma que recebeu relatos de um acidente e que enviou várias equipas de paramédicos e bombeiros para o local por volta das 9h43.

O acidente aconteceu em Carmont, perto de Stonehaven, Aberdeenshire, onde é possível ver fumo com origem nas linhas de comboio. Há relatos de um incêndio no motor do comboio que terá gerado ferimentos graves em várias pessoas.

Esta região da Escócia foi fustigada por chuvas torrenciais e tempestades durante a última noite. O rio Carron acabou por galgar as margens, o que resultou em cheias que obrigaram a cortar estradas e fechar escolas.

Notícia atualizada às 16h21

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de