YouTube remove 15 vídeos de Bolsonaro por conterem desinformação sobre a Covid-19

O Twitter e o Facebook também já tinham removido conteúdos de Jair Bolsonaro.

O YouTube eliminou 15 vídeos de Jair Bolsonaro por conterem informações falsas sobre a Covid-19.

No início da pandemia, o Presidente do Brasil foi uma das vozes que apelaram ao desconfinamento e não promoveram o uso de máscara e a vacinação.

Bolsonaro defendeu ainda a utilização da hidroxicloroquina para a combater a doença, apesar de o medicamento não ter eficácia comprovada.

De acordo com a CNN, um dos vídeos eliminados foi de uma transmissão em direto no dia 27 de maio, em que Bolsonaro sugeriu que se tomassem chás de produção indígena para combater a Covid-19 e defendeu novamente o uso da hidroxicloroquina e de outros medicamentos sem eficácia comprovada contra o coronavírus.

Em comunicado, o YouTube esclarece que em causa está o cumprimento da política de conteúdos da plataforma, que não permite a partilha de desinformação relativa à Covid-19. A próxima violação das normas poderá ser penalizada com a suspensão da conta.

No ano passado, também o Twitter e o Facebook removeram conteúdos de Jair Bolsonaro.

O Brasil é um dos países mais afetados pela pandemia.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de