Apesar das limitações, será "memorável". Feira do Livro do Porto começa esta sexta-feira

O certame será composto por cinema, debates, lições, concertos, espetáculos ou oficinas, no espaço habitual dos jardins do Palácio de Cristal. Mas o gel desinfetante e as delimitações do circuito serão uma novidade deste ano.

Começa esta sexta-feira e decorre até 13 setembro a Feira do Livro do Porto, nos jardins do Palácio de Cristal. Em contexto de pandemia, a lotação foi reduzida para 3500 pessoas, o recinto estará delimitado e, em vários locais, haverá equipas de assistentes e monitores, assim como da Proteção Civil.

O gel desinfetante estará espalhado pelo recinto, e o uso de máscara será obrigatório no interior. Além dos 120 'stands', de um total de mais de 80 entidades, a feira, com espaço próprio para a apresentação de livros e sessões de autógrafos, será também feita de cinema, debates, lições, concertos, espetáculos ou oficinas.

Nuno Faria, coordenador da programação do certame, adianta à TSF que é possível esperar "um festival literário com uma forte dimensão cultural, com diferentes tipos de eventos e espetáculos, que vão desde concertos a conversas e debates". Esta edição reúne "alguns que eventos que foram impossibilitados devido à situação de pandemia".

Livros, música, debates e outras iniciativas organizadas pela Câmara do Porto fazem antecipar uma "edição memorável", apesar dos cuidados acrescidos. "Haverá várias limitações e orientações de circulação na feira, regras que são restritivas mas que concorrem para a segurança dos visitantes e para a serenidade no usufruto deste espaço maravilhoso dos jardins do Palácio de Cristal", esclarece Nuno Faria. "Apostámos numa maior simultaneidade de eventos", acrescenta ainda.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de