Morreu Maria Amélia Canossa, a mulher que deu voz ao hino do FC Porto

Maria Amélia Canossa estreou-se a entoar o hino do FC Porto com apenas 18 anos, em pleno Coliseu. Morreu na terça-feira, aos 88 anos.

A mulher que deu voz ao hino do FC Porto, Maria Amélia Canossa, morreu na terça-feira, aos 88 anos, revelou o clube através da sua página oficial.

"Morreu a mulher que deu voz ao hino do FC Porto. Maria Amélia Canossa faleceu esta terça-feira e deixou para trás um legado de 88 anos de amor ao azul e branco, que culminou com a gravação do hino pela primeira vez, no longínquo dia 31 de março de 1952", pode ler-se na nota publicada na página dos 'dragões'.

Na nota, o FC Porto revela a longa ligação de Maria Amélia Canossa ao clube, que desde cedo começou a frequentar as bancadas do Campo da Constituição, pela mão do pai e do avô, tendo ajudado na angariação de fundos para a construção do antigo estádio das Antas.

"Queria um hino que, aos primeiros acordes, fosse um hino vencedor. Que até os jogadores, ao entrarem em campo, sentissem um impulso que lhes desse força e um hino que transbordasse poder", revelou a própria Maria Amélia Canossa, em entrevista concedida em 2009, sobre a criação do hino.

Com a colaboração do poeta Heitor Campos Monteiro e do compositor António Figueiredo e Melo, Maria Amélia Canossa estreou-se a entoar o hino do FC Porto com apenas 18 anos, em pleno Coliseu. Voltaria a cantar na inauguração das Antas, poucas semanas volvidas.

A concluir, o FC Porto solidariza-se com os familiares e amigos, endereçando-lhes "as mais sentidas condolências".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de