Um Filme em Forma de Assim "porque o O'Neill merece isto"

João Botelho fala de uma "festa", e filma com a mesma energia e "pulsão de vida" do poeta. A partir do universo literário de Alexandre O'Neill, os planos e as palavras iluminam o novo filme do realizador. Estreou esta quinta feira.

Era um sonho e é um musical. Ora dito, ora cantado, atores e atrizes interpretam a obra de Alexandre O'Neill, adaptada a partir da biografia escrita por Maria Antónia Oliveira. Os dois, biógrafa e realizador viraram páginas e páginas até afinarem o texto de Um Filme em Forma de Assim: "qualquer livro para ser adaptado ao cinema, só lucra em ser completamente estraçalhado, devassado, e dei para isso toda a liberdade ao João, houve um caldeirão onde se misturaram a minha biografia, a poesia e prosa do O'Neill, a fotografia, o que nós fomos pensando, as ideias do João, muita coisa".

João Botelho levou por diante o sonho de um musical. "Este O'Neill não é para mim, é para todos. É uma festa, a alegria de uma pessoa pós-moderna que tocou os instrumentos todos, se calhar foi o maior publicitário, pelo menos o com mais graça, escreveu contos admiráveis, pequeninos, poemas que não se acreditam, fazia tudo demais, vivia, e eu gosto desta pulsão de vida, desta festa, é por isso que cantam, o filme é cantado porque o O'Neill merece."

"Um filme em forma de assim" conta com as interpretações de Pedro Lacerda, Inês Castel-Branco, Cláudio da Silva, Crista Alfaiate, Ana Quintans, Luís Lima Barreto, Carmen Santos, Rita Blanco, Maria João Pinho, Dinarte Branco, Soraia Chaves, entre outros. Produzido pela Ar de Filmes, o filme tem direção de fotografia de João Ribeiro e música original de Daniel Bernardes.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de