Loures entrega carta a Costa: quer prioridade na extensão do Metro ao concelho

Bernardino Machado defende que a expansão do metro "permitiria dar uma alternativa às 100 mil viaturas que todos os dias se deslocam só de Loures e de Mafra em direção a Lisboa".

Uma delegação de autarcas, empresários, dirigentes associativos e utentes de Loures entregou esta segunda-feira na residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, uma carta na qual exigem prioridade para a extensão do Metropolitano ao concelho no próximo quadro comunitário.

À saída da residência oficial do primeiro-ministro, onde foi recebido pelo chefe de gabinete de António Costa, o presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares, destacou, ao final da manhã, "uma grande unidade de todos os setores" do concelho na reivindicação de extensão do Metro para Loures e Sacavém.

"É preciso que o Governo inscreva esta prioridade no próximo quadro comunitário, como a Assembleia da República tem vindo a dizer em dois momentos já nos últimos meses", disse, destacado que "este Metro permitiria dar uma alternativa às 100 mil viaturas que todos os dias se deslocam só de Loures e de Mafra em direção a Lisboa, eliminando assim umas centenas de toneladas de CO2 que todos os dias são emitidas para a atmosfera".

"Eu julgo que é tempo de cobrir o único corredor à volta da capital que não tem um transporte pesado eficaz. É a zona do nosso concelho, do lado de Loures e do lado de Sacavém, que exige essa resposta. Nós podemos ter uma melhor rede de transporte rodoviário coletivo, mas isso nunca será suficiente para permitir boas deslocações eficazes, rápidas, entre o nosso concelho e a capital", acrescentou Bernardino Soares.

O autarca destacou que, por outro lado, a extensão do Metro ao concelho será "também uma alavanca de investimento".

"Há muitos investimentos que se concretizarão ou não no nosso concelho se tivermos ou não um Metropolitano e, portanto, transportes públicos mais eficazes para chegar ao centro de Lisboa e a todas as zonas onde é interessante ter uma ligação de transportes públicos. É, portanto, uma necessidade inquestionável e inadiável, porque julgamos que, se não for inscrita no próximo quadro comunitário de apoio, dificilmente se concretizará na próxima década", acrescentou.

Na carta hoje entregue, assinada pelo autarca, Bernardino Soares salienta que "o concelho de Loures é, dos concelhos imediatamente envolventes, o que é pior servido por modos de transporte de adequada capacidade, particularmente a resposta ao fluxo pendular das deslocações quotidianas, de que resulta a preocupante proporção do recurso ao transporte individual -- 52% de acordo com os dados do censo de 2011".

Na missiva, é considerado que a extensão do Metro a Loures irá ainda trazer vantagens a outros concelhos do Norte e do Oeste, de onde "dezenas de milhares de pessoas se deslocam diariamente para Lisboa atravessando Loures", provenientes de Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Arruda e Vila Franca de Xira.

O presidente da câmara destacou as sucessivas promessas e adiamentos da extensão do Metro ao concelho, nomeadamente que já em 1982 o Metro previa a extensão da Linha Amarela até Loures, que o Metro no concelho já constava no plano diretor municipal de Loures de 1994 a 2015 e que voltou a estar no plano de expansão do Metro de 2009 para o período 2010/2020.

Mais recentemente, no seguimento de uma petição entregue na Assembleia da República, com mais de 30 mil assinaturas, resultou a aprovação em plenário, em 05 de julho de 2019, de uma recomendação ao Governo "na prioridade da expansão da rede do metropolitano no concelho de Loures", acrescentou.

"No entanto, não se concretizou, até agora, qualquer desenvolvimento, pelo que o município de Loures vem, uma vez mais, reivindicar a extensão da rede de metropolitano no concelho, solicitando a V. Exª a tomada de diligências no sentido da concretização efetiva dessa expansão, nomeadamente que na próxima programação comunitária a extensão do metropolitano ao concelho de Loures seja uma prioridade", conclui.

Anteriormente, o autarca, acompanhado pelo congénere de Odivelas, participou em Loures na iniciativa "Aqui Tem de Haver Metro", que juntou também algumas dezenas de representantes do tecido empresarial, educativo e social da região.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de