Portugal com o sexto preço de gasolina mais alto da União Europeia

O preço praticado corresponde a uma diferença de 55 cêntimos/litro e 17 cêntimos/litro face ao país com os preços mais baratos e ao país com os preços mais caros, respetivamente.

Portugal vendeu gasolina 95 simples ao preço médio de 1,50 euros/litro no primeiro trimestre, o sexto valor mais caro entre os Estados-membros da União Europeia (UE), divulgou esta quinta-feira a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

"Portugal situa-se na sexta posição dos países que vendem gasolina 95 simples mais cara na UE-27, sendo que o preço praticado corresponde a uma diferença de 55 cêntimos/litro e 17 cêntimos/litro face ao país com os preços mais baratos e ao país com os preços mais caros, respetivamente", refere o Boletim dos Preços UE-27 de Combustíveis referente ao primeiro trimestre de 2021, disponibilizado pela ERSE.

De acordo com o documento, a carga fiscal aplicada em Portugal (63%) justificou integralmente a menor competitividade dos preços, tendo praticado um valor superior à média registada na UE (60%), em Espanha (55%), na Alemanha (61%) e na Bélgica (62%).

O preço médio de venda (PMV) mais barato foi praticado na Bulgária e o mais caro verificou-se nos Países Baixos, observando-se uma diferença de 72 cêntimos/litro entre o preço mais barato e o preço mais caro.

Excluindo os efeitos fiscais, verificou-se uma maior uniformização dos PMV da gasolina 95 simples praticados nos 27 Estados-membros da UE, com cerca de metade dos países a apresentarem preços entre os 0,50 e os 0,55 euros/litro.

Relativamente ao gasóleo simples, o PMV nacional (1,32 euros/litro) situou-se acima dos valores médios da UE, atribuindo a Portugal o sétimo lugar dos preços mais caros, sendo que o preço praticado corresponde a uma diferença de 38 e 21 cêntimos/litro face ao país com os preços mais baratos e ao país com os preços mais caros, respetivamente.

"O peso fiscal em Portugal justificou a prática de preços 19 cêntimos/litro mais caros do que em Espanha. Sem impostos, os preços médios nacionais encontram-se praticamente alinhados aos do país vizinho", refere o boletim.

O preço mais barato observou-se na Bulgária e o mais caro verificou-se na Suécia, com uma diferença de 59 cêntimos/litro entre o mais barato e o mais caro.

"No primeiro trimestre de 2021, Portugal apresentou preços médios com impostos e sem impostos superiores aos valores médios verificados na UE-27, na ordem dos 11 cêntimos/litro e 0,7 cêntimos/litro, respetivamente", aponta a ERSE.

Por fim, o gás de petróleo liquefeito (GPL) automóvel foi vendido a um preço médio de 0,67 cêntimos/litro, no período em análise, o que deixou Portugal na sexta posição dos países que reportaram o GPL Auto mais caro na UE, correspondendo a uma diferença de 19 e 17 cêntimos/litro face aos países com os preços mais baratos e com os preços mais caros, respetivamente.

O preço médio mais caro foi praticado em França, sendo o único país a vender GPL Auto a mais de 0,80 euros/litro, ao passo que a Bulgária praticou o preço mais barato, com uma diferença de 0,36 euros/litro entre o PMV praticado nestes dois países.

No primeiro trimestre de 2021, Portugal apresentou um preço médio superior ao valor médio verificado na UE em cinco cêntimos/litro, e um preço médio antes de impostos inferior em três cêntimos/litro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de