Teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de 1 de agosto

Governo anunciou novas medidas de desconfinamento face ao avanço da vacinação.

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou esta quinta-feira que o teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de domingo, no âmbito de uma nova fase de alívio de restrições associadas à pandemia de Covid-19.

"O teletrabalho passará de obrigatório a recomendado em todas as atividades em que seja possível utilizar o teletrabalho", disse o chefe do Governo no 'briefing' após a reunião do Conselho de Ministros, que decorreu hoje no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

Segundo o primeiro-ministro, a abolição da obrigatoriedade do teletrabalho enquadra-se na primeira de novas três fases de libertação de atividades, na qual se inclui, por exemplo, o fim da limitação horária de circulação na via pública.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de