"Militantes do PCP sentem-se absolutamente confortáveis com as escolhas" para substituir Jerónimo

Pedro Tadeu, jornalista e militante do PCP, considera, numa entrevista conduzida por Fernando Alves, na Manhã TSF, que João Oliveira mostrou "segurança" no debate contra Rui Rio e assegura que a substituição de Jerónimo de Sousa, devido a uma operação de urgência, "não altera substancialmente o resultado final que a CDU possa vir a obter" nas legislativas de 30 de janeiro.

João Oliveira ocupou, no debate com Rui Rio, o lugar do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, que vai ser operado esta quinta-feira. Além de João Oliveira, também João Ferreira vai participar em ações de campanha, substituindo Jerónimo de Sousa. O PCP apostou, neste caso, numa solução bicéfala.

Pedro Tadeu, jornalista e militante do PCP, entrevistado por Fernando Alves, na Manhã TSF, acredita que esta decisão não causa ruído entre os militantes.

"Julgo que os militantes do PCP se sentem absolutamente confortáveis com as escolhas", afirma. Refletindo sobre se esta situação poderá indicar que João Oliveira ou João Ferreira possam vir a desempenhar, um dia, o papel de secretário-geral do PCP, Pedro Tadeu considera que "pode ser que sim, pode ser que não".

"Não creio que o Comité Central do PCP, que é quem decide isso, seguisse exclusivamente por questões de relevância mediática das personalidades que podem vir a ser secretário-geral, como se comprovou no passado quer com Carlos Carvalhas ou Jerónimo de Sousa", refere.

Questionado sobre se este seria ou não o momento de regressar à figura de secretário-adjunto, que chegou a ser desempenhada, por exemplo, por Carlos Carvalhas, o jornalista e militante do PCP admite que isso poderá ser colocado "como cenário". Contudo, Pedro Tadeu diz que esta "foi uma situação muito excecional".

Jerónimo de Sousa vai estar ausente da campanha eleitoral durante dez dias. Pedro Tadeu confia que o PCP não vai ser prejudicado pela falta de Jerónimo.

"A segurança com que João Oliveira esteve no debate, desse ponto de vista, a escolha parece ter sido feliz. Creio, sinceramente, do ponto de vista de votação da CDU, que esta situação não altera substancialmente, nem a favor, nem contra, o resultado final que a CDU possa vir a obter", assegura.

Esta quinta-feira, há apenas um debate para as legislativas. É entre António Costa, secretário-geral do PS, e Rui Rio, presidente do PSD. Vai ser transmitido pelas televisões generalistas e tem início marcado para as 20h30.

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de