Nova variante. Marcelo rejeita alarmismos e confia nas autoridades sanitárias

O Presidente da República, que viaja nas próximas horas para Luanda, diz que eventuais medidas devem ser tomadas em conjunto pelos países da União Europeia.

A poucas horas de viajar para Angola, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, rejeita alarmismos depois de ter sido conhecida uma nova variante do Sars-Cov-2. A OMS batizou-a como Omicron e diz que é "preocupante".

O chefe de Estado apela, por isso, à calma. "Penso que nesta altura a melhor ajuda que podemos dar perante esta nova realidade é respirar fundo, não ir a correr atrás naquilo que num determinado momento é uma preocupação, mas não deve ser empolada", disse aos jornalistas.

"As autoridades sanitárias têm meios de estudo e de controlo, a indústria farmacêutica também", rejeitando a ideia que devem ser revistas as medidas anunciadas na quinta-feira pelo primeiro-ministro e que entram em vigor a 1 de dezembro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de