PGR abre inquérito ao caso de racismo com Marega

Caso está a ser investigado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Guimarães.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou, esta segunda-feira, a instauração de um inquérito ao caso passado com Marega este domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, quando o jogador do FC Porto abandonou o relvado depois de ter sido alvo de insultos racistas.

Em resposta à TSF, a PGR confirma que o caso está entregue ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Guimarães.

No domingo, Marega pediu para ser substituído ao minuto 71 do jogo da 21.ª jornada da I Liga, entre o FC Porto e o Vitória de Guimarães, depois de ter sido alvo de cânticos e gritos racistas por parte de adeptos da equipa minhota.

Vários jogadores do FC Porto e do Vitória de Guimarães tentaram demovê-lo, mas Marega mostrou-se irredutível na decisão de abandonar o jogo, numa altura em que os 'dragões' venciam por 2-1, resultado com que terminou o encontro.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de