Ventura dá parabéns a Costa pela reeleição de Rio. "O único que tem razões para estar feliz"

Líder do Chega argumenta que o país está agora mais próximo de um bloco central.

Em reação à vitória de Rui Rio, no PSD, André Ventura, do Chega, diz que o país ficou mais próximo de um bloco central e que este deve ser um dos dias mais felizes para o ainda primeiro-ministro e líder do Partido Socialista, António Costa.

"É o adversário que ele queria ter e que tem dado a mão ao PS em todos estes momentos. Acho que agora estamos mais próximos de um bloco central do que estávamos há uns dias", afirmou.

André Ventura aproveitou mesmo esta ocasião para seduzir os militantes do PSD que ficaram descontentes com esta eleição. "Resta-me deixar claro aos militantes do PSD que estejam fartos de um partido a vergar-se ao PS e a apoiar tudo o que este faz, que têm no Chega a sua opção de alternativa", diz. Ventura acrescenta que este PSD "se tem ajoelhado a António Costa e ao Partido Socialista".

A eleição de Rui Rio é, no entanto, completamente indiferente para o líder do Chega, que considera que "era a escolha entre o mau e o menos mau. O único que tem razões para estar feliz é António Costa, o país não está certamente melhor e a direita não está melhor", reitera.

Na entrada para a terceira parte dos trabalhos do Congresso Nacional do Chega, em Viseu, André Ventura, questionado pelos jornalistas sobre a vitória de Rui Rio nas internas do PSD, não perdeu a oportunidade para seduzir duas vezes os eventuais militantes do PSD descontentes com esta eleição: "Os que sabem que este PSD não é o vosso PSD, é votarem no Chega."

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de