Autarca de Tondela e antigo vice condenados a penas suspensas de prisão

José António Jesus, presidente da câmara tondelense, recebeu ajudas de custo indevidas por deslocações em viaturas do município.

O Tribunal de Viseu condenou, esta sexta-feira, o presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António Jesus, a uma pena suspensa de cinco anos de prisão e à perda do mandato pelos crimes de peculato e falsificação de documento.

Em causa está o facto de o autarca do PSD ter recebido ajudas de custo por deslocações efetuadas em viaturas próprias quando, na realidade, tinha utilizado carros do município. José António Jesus está ainda proibido de exercer funções públicas durante quatro anos e obrigado ao pagamento de uma multa de 900 euros.

No mesmo processo, o antigo vice-presidente da autarquia tondelense, Pedro Adão, foi condenado a uma pena suspensa de quatro anos e dois meses de prisão e está proibido de exercer funções públicas durante três anos e meio. Foi também condenado ao pagamento de uma multa de 800 euros.

José António Jesus e Pedro Adão receberam indevidamente mais de 10 mil euros de ajudas de custo, valor que entretanto devolveram.

A saída da sala de audiências, o advogado Leopoldo Camarinha, representante do presidente da câmara de Tondela, garantiu que vai ser apresentado recurso: "Continuamos a entender que os arguidos não incorreram nos crimes pelos quais foram condenados."

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de