Cem pescadores tentam capturar a maior carpa em Montalegre

Prova nacional de Carp Fishing decorre até domingo na Barragem do Alto Rabagão. Ganha quem pescar mais, mas os peixes têm de ser devolvidos à água com vida.

Perto de 100 pescadores, divididos por 42 equipas, tentam, até às 11h00 de domingo, tirar da barragem do Alto Rabagão, em Montalegre, a maior quantidade de carpas. Só contam exemplares grandes e têm de ser devolvidos com vida à água. É uma autêntica maratona de 72 horas seguidas, dia e noite, protagonizada por aficionados portugueses, espanhóis e romenos.

A equipa vencedora vai ser determinada pela balança, pois o alvo são grandes peixes que podem atingir várias dezenas de quilos de peso. Em Montalegre, onde o recorde em competição é de 12 kg, o mínimo admissível é 3,5. Acima disso, quantos mais, melhor. Também haverá prémio para quem capturar o exemplar mais pesado.

José Fernandes, emigrante em França, veio de propósito para a sexta edição do Pisões Carp Classic e foi o primeiro a tirar uma carpa. Tinha 4,275 kg. Faz equipa com Daniel Carneiro, residente em Barcelos, que assume sentir "uma emoção muito grande" sempre que o alarme dá sinal de peixe no fim de linha.

Fernandes explica que mal chegaram ao local que lhes calhou em sorteio, na também conhecida por barragem de Pisões, verificaram que havia "sinais de atividade de peixe". Trataram de "não fazer barulho" e "fazer uma pesca discreta, ou seja, com pouco engodo". Após a pesagem da primeira carpa, esperam quer continue a correr bem até ao fim da prova, às 11h00 deste domingo.

O espanhol Saúl Cases esteve para ser o primeiro a tirar uma carpa neste concurso, mas "infelizmente picou e a seguir conseguiu soltar-se". O objetivo é ganhar, claro, mas o principal desta atividade é "desfrutar, respeitar e conservar a natureza".

Organizada pela Associação Portuguesa de Carp Fishing, o concurso é totalmente ecológico. "A regra número um é a devolução obrigatória do peixe com vida à água depois do tratamento de eventuais feridas", refere o presidente Gabriel Pereira. A regra número dois desta atividade é "não deixar ficar lixo no local e levar o que outros pescadores tenham lá deixado".

O Carp Fishing é uma modalidade de pesca desportiva com raízes em Inglaterra na década de 1960 e só visa carpas grandes. Gabriel Pereira adianta que, nas águas doces públicas portuguesas, "os maiores exemplares poderão andar à volta dos 20 a 22 quilos". São os registos que existem, mas nada garante que não possa haver exemplares maiores. O recorde mundial está em "50 kg".

Este peso só é atingido, porque, de acordo com Gabriel Pereira, a carpa é, normalmente, "um peixe desconfiado" e "não se deixa apanhar facilmente por predadores, inclusive, o humano". Porém, ter mais ou menos peso também depende da estirpe.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de