Frio vai apertar mais nos próximos dias. Prepare-se para feriado chuvoso

O IPMA antecipa a passagem de uma superfície frontal fria que provocará a queda de chuva, sobretudo nas regiões Norte e Centro. A intensidade do vento vai também aumentar.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera espera, para os próximos dias, uma diminuição das temperaturas, pelo menos até dia 8 de dezembro, feriado em que deverá chover devido à passagem de uma superfície frontal fria.

Como nota a meteorologista Alexandra Fonseca, em declarações à TSF, não se trata de uma situação anómala para o mês de dezembro, mas antes de um agravamento do frio por influência de uma depressão que está a "nascer no Atlântico Norte" e que trará chuva.

"Até segunda-feira, e no fim de semana, não é esperada neve a cotas baixas. Há realmente uma possibilidade de queda de neve no domingo, mas nos pontos mais altos da serra da Estrela."

No sábado, domingo e segunda-feira (4, 5 e 6 de dezembro), vai ser sentida a passagem de "algumas superfícies frontais frias de fraca atividade, com a precipitação a ocorrer em especial nas regiões Norte e Centro". Durante a tarde de sábado, é possível que a precipitação passe a regime de aguaceiros e que assim se mantenha no domingo, dia em que o vento soprará com maior intensidade. Na segunda-feira, haverá uma agudização do frio devido a uma superfície frontal fria.

Alexandra Fonseca explica que os modelos são menos confiáveis quando se olha para dias mais avançados, como é o caso do feriado, mas, neste momento, é possível prever também a formação de uma depressão que não afetará Portugal diretamente. "Neste momento, a sua trajetória está nas latitudes do Reino Unido", aponta.

Associada a essa depressão, nos dias 7 e 8 de dezembro, espera-se, contudo, a "passagem de uma superfície frontal fria, com alguma atividade, com a precipitação a ocorrer a partir de dia 7".

Nessa altura, em 24 horas, a precipitação pode chegar a 30 ou 40 milímetros em alguns pontos das regiões Norte e Centro, o que a especialista do IPMA categoriza como "abundância significativa". Haverá ainda um aumento da intensidade do vento.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de