Lar de Vila Nova de Gaia tem 36 dos 45 utentes infetados com coronavírus

Presidente da câmara garante que a autarquia tudo está a fazer para apoiar a instituição.

Trinta e seis dos quarenta e cinco utentes de um lar de Vila Nova de Gaia estão infetados com o novo coronavírus. O mesmo acontece com quase metade dos vinte e dos funcionários do centro social e paroquial de Oliveira do Douro.

O presidente da câmara garante que a autarquia tudo está a fazer para apoiar a instituição. Eduardo Vítor Rodrigues explica que essa ajuda está a ser dada a vários níveis.

"Fornecer trabalhadores, funcionários e técnicos que possam acompanhar os idosos, uma vez que ficarão em confinamento comunitário no próprio lar, de acordo com a indicação do protocolo e da DGS. Nós temos é de reforçar a componente dos trabalhadores e é isso que estamos a fazer", explicou à TSF Eduardo Vítor Rodrigues.

O autarca de Gaia lamenta, entretanto, que só na quarta-feira a autarquia tenha ficado a saber do que se passava nesta instituição. Eduardo Vítor Rodrigues lembra que a câmara tem, há várias semanas, disponível um procedimento de resposta mais célere do que a Administração Regional de Saúde (ARS), a quem o centro social recorreu em primeira instância.

"A ARS só mais recentemente é que assumiu os testes como prioridade. A Câmara Municipal tem tido priorização total nos testes e o nosso primeiro contacto foi feito ontem. A partir de ontem começámos um conjunto de procedimentos", acrescentou o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

Fica assim a garantia da Câmara de Gaia de que está atenta à situação que se vive no Centro Social e Paroquial de Oliveira do Douro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de