Marcelo recebeu comissão que investiga abusos na Igreja Católica desde 1950

Pedro Strecht, que coordena a Comissão criada para investigar os abusos praticados nos últimos 70 anos, revela à TSF que o Presidente da República considera o grupo de trabalho "pioneiro e de verdadeiro âmbito nacional".

O Presidente da Republica, Marcelo Rebelo de Sousa recebeu esta segunda-feira em Belém a Comissão para o Estudo dos Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica Portuguesa.

A Comissão procura responder à pergunta de quantas crianças foram abusadas desde 1950 e está a recolher testemunhos dos últimos 70 anos. Este encontro com o Presidente da República serviu para dar a conhecer a equipa, a metodologia, os objetivos e o ponto de situação atual.

À TSF, o coordenador Pedro Strecht afirmou que Marcelo Rebelo de Sousa considerou a Comissão "pioneira e de verdadeiro âmbito nacional" e manifestou solidariedade com o sofrimento de todos os que testemunharam.

O Presidente da República também mostrou disponibilidade para acompanhar a evolução dos trabalhos, que decorrem até ao fim do ano.

Nos primeiros três dias de funcionamento dos canais de denúncia, a Comissão recebeu mais de 100 testemunhos validados sobre alegados abusos sexuais no seio da Igreja Católica portuguesa.

As denúncias e testemunhos podem chegar à comissão através do preenchimento de um inquérito online no site darvozaosilencio.org, que adota o lema e objetivo da comissão no seu endereço, mas também do número de telefone +3519171110000, disponível entre as 10h00 e as 20h00 diariamente.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de