Meteorologia contou 13.500 raios na última noite

Veja o mapa com a evolução das descargas elétricas sobre o território nacional.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) contou 13.500 descargas elétricas entre as 21 horas de segunda-feira e as 9 da manhã de terça-feira.

Foi este o número total de descargas se for somado o número de raios intranuvem, entre nuvens e as que chegaram das nuvens até ao solo.

O mapa disponibilizado pelo IPMA, em que cores diferentes significam as diferentes horas a que se registaram os raios, revelam que os relâmpagos começaram por se registar sobretudo no distrito de Beja (Alentejo) e por cima do Oceano Atlântico, avançaram depois para os distritos de Setúbal, Lisboa e Santarém, para a seguir se dirigirem para o Interior sobre os distritos de Évora e Portalegre.

Das 13.500 descargas registadas na rede nacional de descargas elétricas nessas mesmas 12 horas da última noite foram mais de 2.600 aquelas que, segundo o IPMA, chegaram ao solo.

Segundo o IPMA tantas descargas elétricas em tão pouco tempo deveram-se à instabilidade associada a uma depressão em altitude, centrada a sudoeste de Lisboa que "em movimento lento, para nordeste, deu origem a forte atividade elétrica na zona centro e sul".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de