Movimento cívico pela linha do Vouga quer linha modernizada e mais comboios a circular

Para o início do próximo ano está prevista uma remodelação de fundo, com um investimento global superior a 34 milhões de euros até 2025.

O movimento cívico pela linha do Vouga assinala esta segunda-feira dez anos de luta pela continuidade do transporte ferroviário. Um grupo de cidadãos em defesa do Vouguinha concentra-se à uma da tarde na estação de Sernada do Vouga.

Aníbal Bastos, um dos fundadores deste movimento, lembra que há dez anos a linha tinha a morte anunciada. Hoje está garantida a circulação de comboios, mas há muito a fazer na recuperação de uma linha histórica ainda ameaçada "não pela falta de passageiros, mas pelo desprezo dos governantes ao longo das décadas".

"Para reverter essa situação é preciso uma intervenção total de ponta a ponta para preservar aquilo que sobrou de Oliveira de Azeméis a Sernada do Vouga", sustenta.

O movimento cívico quer a linha modernizada e mais comboios a circular.

Para o início do próximo ano está prevista uma remodelação de fundo, com um investimento global superior a 34 milhões de euros até 2025.

A linha do Vouga tem sido reabilitada em vários pontos e as condições de circulação e segurança reforçadas, assegura a Infraestruturas de Portugal.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de