PJ está a investigar graffiti no Padrão dos Descobrimentos

Limpeza do monumento devia ter começado esta manhã, mas a PJ pediu que fosse adiada para realizar perícias.

A Polícia Judiciária (PJ) está a fazer perícias no graffiti inscrito no domingo no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, disse à Lusa fonte municipal, sublinhando que foi contratada uma empresa de restauro especializada para posteriormente remover a inscrição.

Fonte da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), empresa municipal de Lisboa, afirmou que a autarquia já tinha contactado uma empresa especializada que deveria ter começado a remover a inscrição hoje de manhã, o que não aconteceu devido a um contacto da Polícia Judiciária, que manifestou intenção de enviar uma equipa para investigar o local.

"A PJ está a fazer perícias no local. Estamos prontos a avançar, assim que a PJ concluir a investigação, com essa operação de limpeza em segurança", disse à Lusa fonte da EGEAC.

O Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, foi vandalizado no domingo com um 'graffiti' numa das laterais do monumento, com uma extensão de cerca de 20 metros e escrito em inglês, disse à Lusa a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Na mensagem lê-se, em inglês, "Blindly sailing for monney [sic], humanity is drowning in a scarllet [sic] sea lia [sic]", o que, numa tradução livre, pode ser lido em português como "Velejando cegamente por dinheiro, a humanidade afunda-se num mar escarlate".

A ocorrência foi registada pela PSP cerca das 11h30 de domingo, tendo o facto sido comunicado à Câmara Municipal de Lisboa, que tutela o monumento.

O graffiti foi feito por desconhecidos, não havendo qualquer suspeito identificado, disse na altura à Lusa o oficial de serviço da PSP.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de