Governo Sombra

Eles querem, podem, mas não mandam! Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e João Miguel Tavares - num programa moderado por Carlos Vaz Marques - são o Governo Sombra. Um governo que não decide. Uma equipa ministerial sem consenso. Um conselho de ministros que convive bem com as fugas de informação. Semanalmente, passam a atualidade em revista, examinam à lupa os dossiês, interpelam os protagonistas sem rodeios.
Domingo, depois das 11h00.

Ricardo Araújo Pereira quer ser "ministro do KGB"

O caso dos dados pessoais de ativistas partilhados com as autoridades russas esteve a debate no Governo Sombra.

Ricardo Araújo Pereira quis ser "ministro do KGB", para falar sobre o email reenviado pela Câmara de Lisboa (CML) para a embaixada da Rússia - que por sua vez o reenviou ao governo russo - com dados pessoais dos promotores de uma manifestação em frente à mesma, pela libertação de Alexey Navalny, opositor do Governo de Putin.

Com a ironia que lhe é habitual, Ricardo Araújo Pereira, diz que além dos nomes, moradas e contactos dos promotores da manifestação, "um serviço verdadeiramente diligente teria comunicado também qual a melhor altura para servir aos ativistas uma sopinha de Novichok", o agente nervoso alegadamente usado pelo regime russo para envenenar Alexei Navalny.

De acordo com a CML, a partilha de informação com a embaixada da Rússia em Portugal fez parte de um procedimento burocrático segundo o qual que seriam informados PSP, MAI e a entidade responsável pelo local da manifestação. O procedimento em causa terá sido alterado em abril, depois das queixas dos ativistas, mas Fernando Medina garantiu só saber do caso agora, apesar de se terem já verificado casos semelhantes no passado, nomeadamente com manifestações contra os governos de Israel, China e Venezuela.

Ainda a este respeito, Carlos Moedas, candidato do PSD à CML, pediu a demissão de Fernando Medina e teve uma participação sui generis no Fórum da TSF, tendo agradecido o convite para participar no espaço, apesar de se ter inscrito como ouvinte. Ricardo Araújo Pereira elogiou os "talentos de penetra" de Carlos Moedas e alertou os munícipes de Lisboa para que tenham atenção, não vá Carlos Moedas aparecer-lhes à porta agradecendo o convite para jantar.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir, sempre em tsf.pt.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de